Poesia

tercio

In Poesia

Poesia: deleite-se ou delete-me (17.02.17).

 

Poesia: deleite-se ou delete-me (17.02.17).

Maraãvilhosos,

 

 

Rasga Velha   José Simão

Dia desses alguns sentiram-se ofendidos quando eu disse que é muita ignorância (analfabetismo geográfico e histórico!) a pessoa não conhecer, saber onde fica Maraã!

Apenas para ficar em algo trivial lá pelos nossos lados, vejam (e leiam) a coluna do José “Macaco” Simão abaixo, mas prestem bem a atenção e depois me digam!

terça-feira, 9 de março de 2010

Oscar 2010! Faltou a traveca-bomba! - José Simão

BUEMBA! BUEMBA! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Direto do País da Piada Pronta! E adorei o agradecimento de um travesti ao Dia da Mulher: "Bom dia e quase obrigado de uma quase mulher". E diz que o "BBB" é o retrato do Brasil: não temos em quem votar! E com a recusa do Aécio estão sugerindo a Sonia Abrão para vice do Serra! Rarará!
E o Oscareta? Oscareta! Muito careta. O Zé Mayer que devia ter ganhado o Oscar. Como melhor INTERTREPAÇÃO! O Eramos6 sugere categorias do Oscar Pornô: 1) Ator mentado sexualmente. 2) Longa centimetragem. 3) MELHOR ATRIZ E ATRÁS! 4) Melhor montagem de ator em atriz. 5) MELHOR TROLHA SONORA! Rarará. Adorei essas duas categorias: melhor atriz e atrás e melhor trolha sonora.

O Oscar bombou! "Guerra ao Terror" é uma bomba. História de esquadrão antibomba. Eu quero ver eles desativarem a bomba que eu tenho em casa, a bomba que eu tenho na garagem. Devia ter um esquadrão antibomba para desativar a Sandra Bullock. Pra desativar a Dilma!

E por que no filme não tem traveca-bomba? Traveca-bomba é aquela que você pega pensando que é mulher e, na hora H, ela mostra a BOMBA! Quero ver desativar a bomba da traveca-bomba. Rarará! E sabe como é mulher-bomba em Portugal? Coloca o OB, acende o pavio e tapa os ouvidos. BUM! "Guerra ao Terror" ganhou porque americano só olha pro umbigo. Umbigo-bomba!
E homem-bomba é o brasileiro: meu salário é uma BOMBA, os juros do banco estão pra lá de BAGDÁ, o meu saldo ESTOUROU e estou prestes a cometer um ataque suicida! E homem-bomba é homem-bomba porque tem quatro sogras. E o prêmio coincidiu com as eleições no Iraque. O bum da democracia. Explosão de votos. E sabe qual a diferença entre eleições no Iraque e eleições no Brasil? É que no Iraque a bomba explode antes. Rarará.

E lá no Iraque estão vendendo carro sem IPI? Em 78 vezes sem juros? Como é que ainda tem tanto carro no Iraque para explodir? É mole? É mole, mas sobe! Antitucanês Reloaded, a Missão. Continuo com a minha heroica e mesopotâmica campanha "Morte ao Tucanês". É que em Maraã, no Amazonas, tem um baile chamado Rasga Velha. Ueba! Mais direto, impossível. Viva o antitucanês. Viva o Brasil!

E atenção! Cartilha do Lula. O Orélio do Lula. Mais um verbete pro óbvio lulante. "Taxidermista": companheira dermatologista que só anda de táxi. O lulês é mais fácil que o ingrêis. Nóis sofre, mas nóis goza. Hoje só amanhã! Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno! (Folha de São Paulo)

Envie a missiva abaixo ao jornalista que magnanimamente, a ignorou!

“Caro José “Macaco” Simão,

Sou seu leitor a muito tempo!

Talvez seja o único maraaense perdido aqui em São Paulo!

Com muita felicidade li sua coluna do último dia 14.10.08, e não sabes a alegria que contagiou meu coração.

Maraã é uma cidade tão pequeninha que, as vezes, penso que não cabe sequer o meu carinho!

Meu filho mais novo, nascido aqui em Sampa, se chama Osório di Maraã Barbosa, justamente para que eu não esqueça de minha terra um único dia.

No último dezembro estive no “Rasga Velha”, um galpão de zinco sustentado por estacas, sem paredes e com uma bandinha de músicos locais.

Assim, obrigado por dar conhecimento para o Brasil da existência daquele pontinho existente no mapa.

Abraços,

Osório Barbosa”.

Tudo bem! Sei que ele não respondeu por inveja! Com medo que Maraã supere São Paulo!

Portanto, Maraã seja, como foi Atenas um dia, o centro de um império!

P.S.: o link da matéria:

www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2708200904.htm.

Abraços,

Osório

POEMEMOS

Por que versa o poeta.

Versa sobre a beleza para exaltá-la!

Versa sobre o feio para corrigi-lo embelezando-o!

Versa sobre a justiça para enfatizá-la!

Versa sobre a injustiça para denunciá-la!

Por amar-te versa sobre e para ti!

 

 

São Paulo, 2016-17.02.17 (término provisório!).

Você está aqui: Home Poesias Poesia: deleite-se ou delete-me (17.02.17).