Curiosidades

tercio

On 05 Janeiro 2016

Conversa com um ex-estagiário do e no Ministério Público Federal!

Dia desses, conversando com um ex-estagiário do Ministério Público Federal, o hoje já advogado, Vitor Casasco, quando ele me dizia de sua enriquecedora experiência na Procuradoria Regional da República da 3ª Região, pedi a ele que escreve algo sobre isso, a fim de incentivar os possíveis futuros candidatos. E eis que ele escreve o abaixo:

On 05 Janeiro 2016

Dilma derrota a imprensa alarmista e seus devotos econômicos!

Vejam a capa do Estadão de hoje (05.01.16) e a dificuldade da imprensa desinformadora e golpista para reconhecer a verdade, o bem do Brasil!

On 02 Janeiro 2016

 

Por que se sonega saber, conhecimento?

(ou: Como não se comprar um livro)

Estando em uma livraria física (o verdadeiro paraíso na terra! E somente existe este!) vi o livro “A aventura do pensamento”, cujo título me chamou a atenção. Olhei o autor, Fernando Savater, e fiquei mais curioso ainda. Peguei-o e fui ver o índice (vejam as fotos da capa e do índice).

 

e,

Como podem observar, depois da “Introdução”, o primeiro capítulo é: “Platão, os diálogos que iniciaram tudo”!

Um livro como esse não deve ser comprado absolutamente, a não ser depois da leitura de muitos outros, pois ele é absolutamente mentiroso.

Como assim mentiroso?, alguém poderá me perguntar.

Explico-me.

Mesmo para aquele que não

“Gosta de curtir filosofia

Gosta da maria mas tem medo de chegar

Diz que é o rei da meninada

Não tá com nada e nunca vai ficar - chacrilongo”.

sabe que: antes de Sócrates existiram outros filósofos que convencionou-se chamá-los, em bloco, de “pré-socrátricos”, justamente por terem vindo antes (daí o pré) de Sócrates. Sabem também que Sócrates veio antes de Platão, e era mestre deste, portanto, como afirmar que os diálogos de Platão iniciaram tudo?

É, portanto, equivocada, por má-fé, a informação de Savater.

A obra é mentirosa por Savater ter uma outra obra, que não tenho e nem consigo encontrá-la, cujo título é: “Apología del Sofista”! Vejam:

 

Temos publicados no Brasil os seguintes livros:

a) “OS SOFISTAS”, de GUTHRIE, WILLIAM KEITH CHAMBERS, com 320 páginas.

b) “O MOVIMENTO SOFISTA”, de KERFERD, G. B., com 312 páginas.

c) “PHILOSOPHICA - A OBRA DOS SOFISTAS”, de UNTERSTEINER, MARIO, com páginas.

Como pode perceber, todos estes livros têm mais de 300 páginas!

Como, portanto, Savater pode ignorar o movimento Sofista, que é anterior a Platão e do qual, segundo Aristófanes, o próprio Sócrates era integrante (vide a peça “As nuvens” e “As rãs”)?

Portanto, caro amigo leitor, não comprem livros de Filosofia ou de História da Filosofia que iniciem como este de Savater. Aliás, qualquer livro que não traga, inicialmente, cem (100) páginas sobre os Sofitas, não merece ser lido!

Mas, por que esses tais Sofistas são ignorados propositalmente?

Vários são os motivos, mas, fundamentalmente, os seguintes: como eles destruíram todo o conhecimento humano (até hoje) e o conhecimento que propuseram não tem base dogmática, metafísica, mítica ou religiosa, passaram a não interessar aos doutrinadores e historiadores (quase sempre ligados às instituições religiosas, verdadeiros fanáticos), pois entregaram ao homem o seu destino, enquanto este homem, até hoje, entregou o seu próprio destino ao sobrenatural, que nunca chegou e jamais chegará para ajudá-lo a criar, traçar seu caminho, que ele já devia saber, depende única e exclusivamente dele, e de mais ninguém!

É uma pena que quem sabe disso não mostre e aqueles que deveriam querer saber, tenham medo da realidade, preferindo o mundo da ilusão, do medo, do preconceito e do arbítrio!

 

Até mais,

 

On 29 Novembro 2015

 

Sucesso não é mérito da inteligência, mas do esforço.

 

Criado em 26/11/15 12h19 e atualizado em 26/11/15 12h39

Por IAB - Instituto Alfa e Beto

On 26 Novembro 2015

 

Por que se sonega saber, conhecimento?

(ou: Como não se comprar um livro)

On 22 Novembro 2015

 

O Decreto e a calamidade de Mariana.

Tentando organizar umas ideias sobre o Decreto nº DECRETO Nº 8.572, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2015 e a calamidade ocorrida em Mariana-MG e arredores.

On 21 Novembro 2015

 

"Alteridade é a capacidade de reconhecer a nós mesmos no outro".

 

O atentado

On 17 Novembro 2015

 

 

O lado subversivo e revolucionário do riso interessou os historiadores soviéticos em meados do século XX.

  

Fonte: História do riso e do escárnio, Georges Minois, tradução Maria Elena O. Ortiz Assumpção, UNESP, São Paulo: 2003, p. 16).

Página 3 de 44
Você está aqui: Home Ideias Curisidades