Artigos

tercio

On 04 Setembro 2012

 

 

Protágoras, sofista grego (veio da cidade de Abdera) viveu no século V da era atual (entre ~485 - 410).

 

A despeito de lhe serem atribuídas várias obras (dentre elas As antilogias e A verdade.) chegraram até nós panes alguns poucos fragmentos dos ensinamentos deste homem que se nos apresenta como a lua de um sol envolta por nuvens espessas que não a deixam brilhar em sua plenitude.

On 11 Agosto 2012

Colegas Servidores Públicos Federais, quem sabe o valor de nós somos nós mesmos!

E temos valor sim!

E a população se souber quem somos e o que fazemos nos valorizará também, pois ela até hoje somente ouviu a voz dos nossos difamadores, em especial dos tais analistas econômicos, penas pagas pelo capital para dizerem o que interessa apenas a este. Analistas sem análise crítica, pois sequer são economistas ao nível de um Celso Furtado!

On 31 Março 2012

Ele já nasceu um deus! E esse tenha sido o primeiro desafio, impensado, certamente, ao destino!

On 14 Março 2012

Estimada Fernanda,



Depois de um tenebroso calor em São Paulo, que me faz lembrar minha Manaus, e depois de um descanso merecido, volto a falar com você sobre nosso assunto favorito: cultura!

On 07 Fevereiro 2012

 

O título acima o animou?

Eu sei que sim, em especial aos jornalistas, que costumam chamar isso de privilégio.

Tem mais:

On 24 Novembro 2011

 

“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana”.

Carl Jung

 

Menina,

On 11 Novembro 2011

 

Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas, continuarei a escrever.” (Autora: Clarice Lispector).

 

Menina,

On 26 Outubro 2011

Menina,

Começo estas bem traçadas linhas dizendo-te, após desejar-te vida longa e saudável:

Nós os humanos, praticamente, não conhecemos “nada sobre nada”. Tudo está por fazer. Tudo está em aberto, como se diz.

On 10 Agosto 2011

BrasaodaRepublicaxxx 12

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO AMAZONAS

Brasília-DF, 05 de maio de 1999.

Senhores Senadores,

Gostaria de definir-me na condição de servidor público e cidadão nos versos imortais de Fernando Pessoa: “Não sou nada, nunca serei nada, não posso querer ser nada, à parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo”.

On 06 Junho 2011

osordenamentos jurídicos, com Constituição (escrita ou não, e este é um outro equívoco), é plenamente aceita a supremacia desta sobre os demais instrumentos normativos (leis e demais atos normativos) que venham a ser produzidos sob sua égide, pois é a Constituição quem determina a forma com as leis serão editadas (via processo legislativo), bem como, em alguns casos, regra também o conteúdo das mesmas positivamente, já que, passivamente dita todo o conteúdo legal, pois lei alguma lhe pode ser contrária, embora isso ocorra até com certa frequencia e a lei, mesmo inconstitucional, continua fazendo parte do ordenamento jurídico, ou iniciando uma nova "série normativa de subordinação", como ensina Tercio Sampaio Ferraz Jr.
 
Pois bem, quando o poder Legislativo (vamos trabalhar com a regra) edita uma lei, o faz com a colaboração do poder Executivo, que é quem a sanciona e a publica, tornando o que era, até então, projeto, em lei, efetivamente

Página 4 de 7
Você está aqui: Home Artigos